Blog do Flávio Pereira da Cérebro & Comunicação
Celulares 8525-1140 9228-5754 8739-1797 9768-2049

Sobre este Blog

negociaçãoBlog X Site

Blog corporativo é a maneira de alcançar o máximo de valor no relacionamento com o cliente. Enquanto o site é a extensão virtual da empresa, o blog é a extensão humana. O site da nossa empresa de treinamentos é o www.cerebro10.com . Você verá que nele somos formais. Neste blog a forma de comunicação é outra, é informal. O Blog humaniza as relações entre a empresa e o cliente.

Missão de Vida

Depois que estudei a logoterapia descobri a minha missão de vida, ajudar as pessoas no seu desenvolvimento pessoal. Nada melhor que o blog para levar a minha mensagem e trocar experiências.

Repasse de Informações

Eu também queria dar aulas de reforço ou continuidade ao que os alunos aprendem nos meus cursos. Sempre estou pesquisando coisas novas e é natural repassar as informações. O blog abriu esta oportunidade.

Atualização e Motivação constante

Ao pesquisar sobre blog, ficou claro que é preciso atualizá-lo constantemente, senão os clientes não o acessam e o blog morre. Mais um motivo para criar o blog: minha própria atualização. O blog é como uma cenoura na frente de um coelho. O blog serve de motivação.

Maior Interatividade

Sempre achei os sites “vitrines” frios, sem o calor humano e tudo muito impessoal. A maioria dos sites são chatos. Pesquisei dezenas deles. Foram meses de estudo. Depois de ler dois livros, pensando em atender melhor os meus clientes, construí um novo site www.cerebro10.com e consegui deixá-lo mais interativo. O site está em constante mudança também. Em breve você encontrará vídeos nossos e outras novidades.

Os dois livros que li sobre sites e recomendo são estes:

1. Como Vender Seu Peixe na Internet

Como Vender seu Peixe na Internet
Compre no submarino

2. Como Criar Sites Persuasivos

Como Criar Sites Persuasivos

Compre no submarino

O site melhorou em relação ao anterior, entretanto percebi que faltava algo mais, pois desejava comunicar de uma maneira informal (assim como faço nas minhas aulas e palestras), para aumentar a interatividade e me aproximar mais dos clientes.

De tanto pesquisar sobre sites acabei descobrindo os blogs e nem imaginava que este tema seria tão fascinante. Recomendo dois livros:

1. Blog Marketing

Blog Marketing

Compre no submarino

2. Blog Corporativo

Blog Corporativo

Compre no submarino

Neste último livro o autor, Fábio Cipriani, brasileiro, explica sobre o que é um blog realmente focado no cliente-parceiro.

Veja www.blogcorporativo.net

Fiz um resumo das diferenças entre site tradicional e blog corporativo:

SITE tradicional BLOG 10 (diferente do blog que também tem cara de site)
01. O site é a extensão virtual da empresa O blog é a extensão humana da empresa
02. Vitrine formal, fria, de produtos e serviços Diálogo informal, humanizado, entre a empresa e o cliente.
03. Informações estanques, genéricas, corporativa Informações dinâmicas, focadas, pessoal
04. Catálogo virtual institucional = passivo Canal aberto para o diálogo pessoal = ativo
05. Interatividade limitada (chat, e-mail) Interatividade ilimitada: conversa permanente.
06. Meio de comunicação impessoal, frio Meio de comunicação pessoal, humano
07. Promove a venda direta do produto/serviço Promove a venda indireta (pano de fundo) e direta
08. Expositivo, parcial, censurado Opinativo, imparcial, não censurado
09. Cara e personalidade sérios Cara e personalidade amigável
10. Relação cliente-empresa Relação pessoa-pessoa
11. Transparência limitada Transparência franca
12. Não permite enxergar a alma da empresa Permite enxergar a alma da empresa
13. Focado na empresa Focado no cliente-parceiro
14. Potencializa a voz da empresa Potencializa a voz do cliente
15. A sensação é “conversar” com a empresa A sensação é conversar com uma pessoa
16. Empresa trata o internauta como cliente, consumidor Empresa trata o internauta como parceiro, ser humano
17. Cliente dá opiniões limitadas Cliente-parceiro dirige o destino da empresa
18. Permite feedback formal, limitado Permite feedback direto, franco, real
19. Decisões limitadas com base no feedback dos clientes Permite decisões melhores com base no feedback dos parceiros
20. Feedback passivo = capta informações insuficientes Feedback ativo = capta melhor as sugestões para melhorar produtos/serviços
21. Relativamente aberto às críticas Totalmente aberto às críticas
22. Usa termos técnicos, linguagem corporativa, jargões; dificulta a comunicação Não usa termos técnicos e linguagem corporativa; facilita a comunicação
23. Não permite a troca de experiências Permite a troca de experiências entre os clientes-parceiros e a empresa
24. Cria momentos positivos Cria experiências positivas
25. Valoriza o produto ou serviço da própria empresa.Site ególatra (somos isto, fazemos isto, somos os melhores) Valoriza o ser humano que é o cliente-parceiro.Coloca em evidência os desejos do cliente.
26. Entende que o cliente é um consumidor. Entende que os clientes querem dar sugestões e participar da empresa.
27. Trata a pessoa como mais um cliente Trata a pessoa como um parceiro especial
28. Trata a pessoa como um negócio (= ganhar dinheiro!) Trata a pessoa como um sócio, um colaborador (= ganhar um parceiro que gera dinheiro)
29. Massificação da informação Informação personalizada, dirigida ao cliente-parceiro
30. Massificação da clientela (mais um número) Tratamento personalizado (parceiro único)
31. Valoriza os processos da empresa (como fazer o consumidor gastar mais) Valoriza as emoções, as expectativas, os desejos únicos do cliente-parceiro
32. Limita-se a atender o consumidor porque este é um negócio a mais. Sabe que o cliente-parceiro quer ajudar a empresa crescer, então abre as portas para as opiniões.
33. Não cria relacionamentos, é apenas um meio de divulgação e recepção fria, formal. Cria relacionamentos porque permite a livre expressão do cliente-parceiro.
34. Honestidade e transparência limitados Honestidade e transparência genuínos
35. Texto e conteúdo enlatado pelo marketing. O objetivo direto é vender. Texto e conteúdo livre, natural. O objetivo direto é permitir o diálogo (indiretamente vender credibilidade).
36. Fazer apenas o necessário Encantar o cliente-parceiro, fazer mais do que ele espera, fazer mais do que a concorrência faz, fazer de forma diferenciada.
37. Cria cliente satisfeito Cria cliente evangelista (entusiasmado)
38. Cria consumidores. Cria clientes amigos.
39. Limita-se a ter formulários para dar sugestão. Convida ativamente o cliente a participar da vida da empresa.
40. Fala da empresa (focado nela) Fala do e para o cliente (focado nele).
41. Transmite o estado de relação de consumo Transmite o estado de sensação de prazer

O resumo acima faz parte da palestra e do curso que preparei sobre o tema:  Sites & Blogs Corporativos – Como Encantar os Clientes.

Espero que o resumo ajude você leitor a entender não apenas o objetivo do nosso blog como também o ajude a criar um blog para sua empresa ou negócio. Se você é profissional liberal (médico, advogado, consultor, etc.), poderá criar um blog e conquistar mais clientes.

Nosso blog ainda está em fase de ajustes, ele vai ser melhorado aos poucos para atingir a filosofia de um blog humanizado. O mesmo vale para o site www.cerebro10.com

Se você tiver sugestões é só entrar em contato. Eu retribuirei com alguma dica importante.

Um abraço ,

Flávio R. Pereira
Curitiba, Janeiro de 2009.
Atualizada em 9 de março de 2009.

Voltar para o Topo