Blog do Flávio Pereira da Cérebro & Comunicação
Celulares 8525-1140 9228-5754 8739-1797 9768-2049

Oratória & Leitura

Publicado em Oratória & Comunicação

Veja os Comentários

10biggestmistakes1LER OU NÃO LER EIS A QUESTÃO.

A simples leitura de um discurso deve ser evitada.

Você perde contato visual com a platéia,
torna-se cansativo e previsível aos ouvintes. A alternativa para sair da leitura e manter a
confiança é o uso de um esquema escrito que funciona como um resumo do discurso. No esquema você coloca os tópicos principais a serem desenvolvidos de improviso durante sua apresentação, além de dados como estatísticas, citações, nomes de instituições ou pessoas, que podem ser esquecidos. Nele você insere os assuntos a serem comentados. O esquema serve para dar segurança ao orador, que muitas vezes não olha para o papel porque durante o ensaio acaba memorizando a mensagem. O esquema permite ao orador olhar quase todo o tempo para o público e ser mais natural.

USO  DE  FICHAS

Pequenos cartões ou fichas são ótimos para anotações e podem ser usados sem receio. O orador deverá ter completo domínio da mensagem, porque no cartão colocará apenas frases curtas ou palavras-chave.

Vantagens no uso das fichas:

Confere segurança ao orador. Evita-se esquecimentos.
Mantém a ordem original das idéias. O orador não se perde.
Discreto, pequeno. Transmite uma imagem profissional. O público percebe que o orador organizou sua fala.
Por ser pequeno permite liberdade de movimentos e naturalidade ao orador.

 
Cuidados no uso do esquema ou das fichas:

Numere as fichas ou os cartões para não se confundir.
Não fique olhando para o papel enquanto fala. Demonstrará insegurança. Olhe apenas para se orientar.
Familiarize-se ao máximo com suas anotações. Escreva-as com letra legível e sem rasuras.
Procure ao máximo ser natural: fisionomia amigável, sorrir e transmitir simpatia.
Não consulte as anotações no início da sua fala, pelo menos nas primeiras frases. Memorize-as. É neste momento que você deve parecer o mais natural e seguro possível.
Não tente disfarçar a leitura. Seja discreto. Ensaie o uso das fichas ou dos cartões. Use o papel apenas como fonte de consulta, não como texto para leitura corrida.
Evite excesso de informações. É mais fácil ler ou memorizar.
Não fique manipulando, dobrando ou enrolando o papel. Denuncia insegurança.
Na conclusão deixe de lado as notas e finalize sem consultá-las. Memorize o final do seu discurso.

O uso de anotações pode ser traiçoeiro. Você acaba consultando-as demais e por isto perde a naturalidade e credibilidade. Evite ao máximo o uso de anotações.

Faça um curso de oratória e aprenda a se objetivo na hora de falar e escrever.

Cuidado: leia e gesticule.

(Either JavaScript is not active or you are using an old version of Adobe Flash Player. Please install the newest Flash Player.)

Um abraço,

Flávio Pereira

Mais Opções:

Imprima este artigo (Versão para impressão amigável) Assine nosso RSS Palavras-chave: , , , ,

Comente este texto!






Voltar para o Topo