Blog do Flávio Pereira da Cérebro & Comunicação
Celulares 8525-1140 9228-5754 8739-1797 9768-2049

Oratória & Emoção

Publicado em Oratória & Comunicação

Veja os Comentários

62b8a38f5d6e78c67e0d8524bfcc6Emoção. Textos bem preparados e argumentados não são suficientes para envolver a platéia. É necessário algo mais. Transmita emoção! Certifique-se de que seu texto tenha momentos de emoção. As palavras sozinhas  comunicam pouco. É necessário comunicar emoção e trabalhar os gestos.

Comunicação é essencialmente  emoção!

Quando o orador fala, o coração tem que ir junto com as palavras.  O melhor orador é aquele que transmite entusiasmo e paixão pelo seu tema. Quando o orador transmite entusiasmo, as falhas cometidas tornam-se irrelevantes.

É preciso dar vida às palavras e gestos, colocar sentimento, dar ênfase às idéias ou palavras significativas. No discurso há O QUE dizer e o COMO dizer. A interpretação, tal qual um ator de teatro, valoriza a apresentação.

Modulação. É a inflexão ou entonação. É o “tempero” do discurso. Modular é variar o tom (graves, agudos). A modulação bem feita emociona os ouvintes.

Atitude. A forma de “soltar” a voz é determinante na qualidade da comunicação. Uma idéia, frase ou palavra soará diferente, portanto, assumindo significados variados, dependendo de como usamos a voz.  Atitudes transmitidas pela voz: simpatia, antipatia; alegria, tristeza; bom humor, mau humor; nervosismo, tranqüilidade; arrogância, humildade; desinteresse, interesse; confiança, desconfiança e assim por diante.

Dependendo das situações você deve se expressar com atitudes vociais diferentes.

Ênfase. Enfatizar significa chamar a atenção para o aspecto principal. O orador deve reconhecer no texto as palavras-chave que transmitem  o sentido principal da mensagem.  Pergunte-se: quais os pontos mais importantes do discurso? Se tivesse que cortar assuntos, quais eliminaria? Como resumiria o discurso?Identifique os pontos altos do discurso, assinale-os e leve-os ao clímax.  

Como enfatizar.

Grife palavras, frases ou expressões no texto que indiquem as idéias principais.
Use uma maior intensidade vocal ou abaixe a voz, propositadamente.
A fraca intensidade é, às vezes, mais poderosa que a forte.
Fale de forma lenta ou rápida, deliberadamente.
Varie a intensidade e a velocidade.  Serve para: motivar, envolver, causar impacto e evitar a monotonia.
Faça perguntas retóricas ou dramáticas (fazem pensar ou chamam a atenção para algo importante).
Use pausas, antes ou depois de uma declaração importante. Use o silêncio.
Transmita emoção.
Use gestos e expressões faciais, combinando-os com a voz.
Combinar as técnicas citadas torna a palestra envolvente. A voz plana, sem modulação, faz os ouvintes perderem o interesse pelo discurso.

Voz de qualidade. A voz deve ter as seguintes características para poder produzir emoção de qualidade:

Clareza: perfeitamente percebida è sem falhas de dicção, sotaques ou regionalismos.
Alcance: potência para poder falar em ambientes sem som eletrônico.
Resistência: poder falar sem se fadigar.
Variedade: variar o tom, a intensidade, a velocidade.
Naturalidade: harmonia com a idade, o sexo e a personalidade.

  Texto extraído da apostila do nosso curso de Oratória.

 

  Veja também curso de oratória em CDs.

 

  Veja outros artigos sobre Oratória & Comunicação.

 

  Um abraço,

 

  Flávio Pereira

Mais Opções:

Imprima este artigo (Versão para impressão amigável) Assine nosso RSS Palavras-chave: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

2 Comentários | Comente!

  • 1

    Cauby Aguiar | 07/07/2009 às 8:15

    Simples, porém portentoso. Quem diria, que depois dos 60 anos estar surpreso em “ver” como é importante falar em público. Técnicas simples, mas que poucos sabem, fico bastante agradecido por ter tido a sorte de entrar neste site e encontrar simplificado uma forma de não travar em público, obrigado!

  • 2

    Joyce Mayarah | 28/10/2009 às 13:52

    muito importante mesmo, hoje tenho uma aula de dicção, oratória e desinibição. Teremos prova e ela será filmada para depois analisarmos. Cada um tem 5 minutos para falar e essas técnicas ajudam muito( principalmente controlar a respiração e a entonação).

Comente este texto!






Voltar para o Topo