Blog do Flávio Pereira da Cérebro & Comunicação
Celulares 8525-1140 9228-5754 8739-1797 9768-2049

Oratória & Autoconfiança

Publicado em Oratória & Comunicação

Veja os Comentários

CBR001812Vimos nos artigos anteriores que para controlar o medo de falar em público você precisa reprogramar a mente a pensar de forma positiva, dominar o assunto e treinar. Também deve dar um aperto de mão seguro em alguns ouvintes como forma de quebra-gelo, canalizar a energia do nervosismo para  o entusiasmo e entender que você é uma pessoa normal como todo mundo.

Outras dicas ajudarão você a controlar a ansiedade e vencer o medo de falar em público:

Pense menos nos seus problemas e mais no seu público. O público quer ouvi-lo e merece total atenção. Pense naqueles que deixaram suas casas ou trabalho e foram ouvir você. O público quer ver uma apresentação bem sucedida. À platéia interessa o que você está falando, não o que está sentindo. Agarre-se a está idéia e bola para frente.

Falar em público se aprende, não é um dom. Bons oradores se fazem através de muito trabalho e treinamento. Em qualquer atividade pessoas aprendem mais facilmente que outras, mas todas podem exercê-la com sucesso. Os melhores artistas e atletas, vencem porque treinam bastante e são disciplinados. Exercite muito!

Memorize a introdução e a conclusão da palestra para não vacilar.
Percebendo que começa seguro, terá mais autoconfiança para continuar.
Introdução: “Bom dia! Meu nome é Roberto. Peço a atenção de vocês por 5 minutos  para falar sobre…”
“Estou concluindo a minha apresentação. Falei sobre a importância de…. Agradeço por terem me ouvido. Tenham uma ótima noite”!

Tome água fresca. Não tome água gelada, porque prejudicará a sua voz.

Tudo em ordem. O medo de que algo dê errado durante a apresentação pode deixar você muito nervoso. Certifique-se que todo o material de apoio e os recursos audiovisuais estejam em ordem. A organização completa traz a segurança de que tudo vai dar certo.

Crie um ritual como fazem atletas e esportistas: alongamento, respiração relaxante, visualização vitalizante, meditação e atitude positiva. Repita a mesma rotina antes de cada apresentação ou ensaio.

Só você sabe que está nervoso. Nunca revele o seu nervosismo para o público. Raramente demonstramos o quanto estamos nervosos. Nas aulas do nosso curso de oratória é freqüente o aluno afirmar que estava muito nervoso e a platéia dizer que não percebeu nada. Uma coisa é o que você sente, outra o que transmite e fica visível para a platéia. Se o público não nota o seu grau de nervosismo vá em frente e faça sua apresentação.

Mesmo os oradores mais experientes ficam nervosos. Artistas, apresentadores de televisão, jornalistas, políticos e professores, afirmam que ficam aflitos quando falam em público. Fazer uma palestra não é um acontecimento comum. Você enfrenta situações diversas, algumas sem a possibilidade de obter total controle, o que provoca tensão, expectativas e nervosismo.

Exercício da semana:
Identifique nos apresentadores de programas na televisão manifestações de nervosismo: tiques, gestos estranhos, repetidos, tensão nas mãos (não saber o que fazer com elas), atrapalhos, etc.

Vídeo da semana.
ATENÇÃO: uma pessoa nervosa pode ter o funcionamento do organismo alterado. 
Veja este vídeo engraçado quando a apresentadora peida em público!

[flash http://br.youtube.com/watch?v=fH1VjhCaxDc&feature=related]

Um abraço,

Flávio Pereira

Mais Opções:

Imprima este artigo (Versão para impressão amigável) Assine nosso RSS Palavras-chave: , , ,

Comente este texto!






Voltar para o Topo