Blog do Flávio Pereira da Cérebro & Comunicação
Celulares 8525-1140 9228-5754 8739-1797 9768-2049

Oratória & Autoconfiança

Publicado em Oratória & Comunicação

Veja os Comentários

CBR001812Vimos nos artigos anteriores que para controlar o medo de falar em público você precisa reprogramar a mente a pensar de forma positiva, dominar o assunto e treinar. Também deve dar um aperto de mão seguro em alguns ouvintes como forma de quebra-gelo, canalizar a energia do nervosismo para  o entusiasmo e entender que você é uma pessoa normal como todo mundo.

Outras dicas ajudarão você a controlar a ansiedade e vencer o medo de falar em público:

Pense menos nos seus problemas e mais no seu público. O público quer ouvi-lo e merece total atenção. Pense naqueles que deixaram suas casas ou trabalho e foram ouvir você. O público quer ver uma apresentação bem sucedida. À platéia interessa o que você está falando, não o que está sentindo. Agarre-se a está idéia e bola para frente.

Falar em público se aprende, não é um dom. Bons oradores se fazem através de muito trabalho e treinamento. Em qualquer atividade pessoas aprendem mais facilmente que outras, mas todas podem exercê-la com sucesso. Os melhores artistas e atletas, vencem porque treinam bastante e são disciplinados. Exercite muito!

Memorize a introdução e a conclusão da palestra para não vacilar.
Percebendo que começa seguro, terá mais autoconfiança para continuar.
Introdução: “Bom dia! Meu nome é Roberto. Peço a atenção de vocês por 5 minutos  para falar sobre…”
“Estou concluindo a minha apresentação. Falei sobre a importância de…. Agradeço por terem me ouvido. Tenham uma ótima noite”!

Tome água fresca. Não tome água gelada, porque prejudicará a sua voz.

Tudo em ordem. O medo de que algo dê errado durante a apresentação pode deixar você muito nervoso. Certifique-se que todo o material de apoio e os recursos audiovisuais estejam em ordem. A organização completa traz a segurança de que tudo vai dar certo.

Crie um ritual como fazem atletas e esportistas: alongamento, respiração relaxante, visualização vitalizante, meditação e atitude positiva. Repita a mesma rotina antes de cada apresentação ou ensaio.

Só você sabe que está nervoso. Nunca revele o seu nervosismo para o público. Raramente demonstramos o quanto estamos nervosos. Nas aulas do nosso curso de oratória é freqüente o aluno afirmar que estava muito nervoso e a platéia dizer que não percebeu nada. Uma coisa é o que você sente, outra o que transmite e fica visível para a platéia. Se o público não nota o seu grau de nervosismo vá em frente e faça sua apresentação.

Mesmo os oradores mais experientes ficam nervosos. Artistas, apresentadores de televisão, jornalistas, políticos e professores, afirmam que ficam aflitos quando falam em público. Fazer uma palestra não é um acontecimento comum. Você enfrenta situações diversas, algumas sem a possibilidade de obter total controle, o que provoca tensão, expectativas e nervosismo.

Exercício da semana:
Identifique nos apresentadores de programas na televisão manifestações de nervosismo: tiques, gestos estranhos, repetidos, tensão nas mãos (não saber o que fazer com elas), atrapalhos, etc.

Vídeo da semana.
ATENÇÃO: uma pessoa nervosa pode ter o funcionamento do organismo alterado. 
Veja este vídeo engraçado quando a apresentadora peida em público!

(Either JavaScript is not active or you are using an old version of Adobe Flash Player. Please install the newest Flash Player.)

Um abraço,

Flávio Pereira

Mais Opções:

Imprima este artigo (Versão para impressão amigável) Assine nosso RSS Palavras-chave: , , ,

Comente este texto!






Voltar para o Topo