Blog do Flávio Pereira da Cérebro & Comunicação
Celulares 8525-1140 9228-5754 8739-1797 9768-2049

Vícios de Leitura (1)

Publicado em Leitura Dinâmica & Memorização

Veja os Comentários

leer

“Ninguém se liberta de um hábito atirando-o pela janela, é preciso fazê-lo descer a escada, degrau por degrau.” Mark Twain

“O hábito é o melhor dos servos ou o pior dos amos.”
Nathaniel Emmos
  

Vícios são as coisas que fazemos quase que sem saber ou de modo inconsciente, automático. A maioria dos vícios de leitura foram aprendidos na idade escolar, durante o processo de alfabetização. Tais vícios tornam a leitura menos veloz, cansativa, de difícil compreensão e retenção.

Para perder um vício você deve descondicioná-lo e condicionar um novo comportamento a fim de preencher o espaço vazio. A eliminação dos vícios de leitura é fundamental para que a Leitura Dinâmica funcione. Veja a seguir 6 vícios de leitura:

O QUE NÃO FAZER = VÍCIOS DE LEITURA

1. Ler palavra por palavra.
2. Ler silabicamente
3. Ler repetindo oralmente (sussurrar).
4. Ler c/  movimentos labiais (subvocalização).
5. Repetir mentalmente o que lê.
6. Mover a cabeça quando lê.

O QUE FAZER

1. Ler o conjunto = leitura por frase.
2. Ler o conjunto = leitura por frase.
3. Ler sem repetir oralmente.
4. Não mover os lábios. Só os olhos.
5. Não usar a “voz interna”, “voz mental”.
6. Movimentar só os olhos.

1. A leitura palavra por palavra cansa porque muitas das palavras servem apenas para “fazer volume”. Não alteram o sentido do texto. Além disso perde-se  velocidade quando lemos palavra por palavra, de modo isolado. Faça leitura por unidade de pensamento, por frase. Entenda o conjunto e não se prenda a detalhes.

  

2. A leitura silábica ( si-lá-bi-ca ) cansa também. Perde-se velocidade. Ler silabicamente é pior do que ler palavra por palavra. A quantidade de movimentos oculares que este vício provoca, resulta em  cansaço na leitura e também causa dores de cabeça.

  

3. Vocalização ou leitura sussurrada limita a velocidade da leitura à velocidade da fala que é de +/- 100 palavras por minuto. Use a voz apenas para falar. A alfabetização que ensina a ler falando, a falar em voz alta para o professor avaliar a leitura, pode criar o vício da  vocalização posteriormente.

  

4. Subvocalização. A vocalização poderá ocorrer sem o som propriamente dito, movendo-se apenas os lábios. A isto dá-se o nome de subvocalização. Não há necessidade de se mover os lábios. Movimente apenas os olhos. Quando vocalizamos com ou sem som, aumenta o trabalho mental sem necessidade, pois o cérebro terá que coordenar a articulação das palavras. Os exercícios de aumento velocidade o farão quebrar o vício de subvocalizar. A velocidade grande ( mais de 300 palavras lidas por minuto) não permite a subvocalização (100 palavras lidas por minuto).

  

5. Repetição mental do que lemos. A velocidade do pensamento é maior do que a velocidade de leitura. Repetindo-se mentalmente o que lemos estimulamos a falta de concentração, cria-se espaço para divagações e diminui a velocidade da leitura.

A repetição mental é a chamada “voz interna” estimada em + / – 200 palavras lidas por minuto.

  

6. Mover a cabeça da direita para a esquerda ( e vice-versa ) é inútil e cansa. Condicione-se a ficar com a cabeça parada e a mover só os olhos. Manter a cabeça parada permite que os olhos saltem com maior precisão pelas frases. Quem move a cabeça enquanto lê, está fazendo com a cabeça o que os olhos deveriam fazer.

   

Semana que vem apresentaremos mais vícios de leitura.

 

Texto extraído da apostila do nosso curso de Leitura Dinâmica.

 

Veja também curso de Memorização em CDs

 

Veja outros artigos sobre aprendizagem, leitura dinâmica e memorização.

 

Um abraço

 

Flávio Pereira

Mais Opções:

Imprima este artigo (Versão para impressão amigável) Assine nosso RSS Palavras-chave: , ,

Comente este texto!






Voltar para o Topo