Blog do Flávio Pereira da Cérebro & Comunicação
Celulares 8525-1140 9228-5754 8739-1797 9768-2049

Como Controlar a Mente

Publicado em Controle Mental

Veja os Comentários

sem título 17COMO CONTROLAR A MENTE

Passamos a apresentar de forma resumida os conceitos que fundamentam o padrão de funcionamento cerebral e o Programa de Controle Mental (PCM).

Cérebro e mente

O cérebro é a parte física e a mente a parte não física do nosso ser. O cérebro é um órgão fisiológico, a mente o “órgão” psicológico. Embora alguns autores dividam a mente em três partes distintas – consciente, subconsciente e inconsciente – no PCM, Programa de Controle Mental,  para simplificar dividimos a mente em duas partes: consciente e subconsciente ou inconsciente. Consciente é a parte da mente que responde à estimulação quando estamos alertas, é a parte que percebe o meio imediato. Subconsciente ou inconsciente é a parte mais profunda da mente e seria comparada ao oceano e o consciente a uma ilha. Outros preferem comparar o consciente como a ponta do iceberg, enquanto o inconsciente com a base do iceberg que está imersa e é muito maior. No subconsciente ou inconsciente está todo conteúdo censurado ou não, reprimido ou não, memórias esquecidas e conteúdos subliminares, ou seja, conteúdos que fogem da percepção do consciente. O PCM é um método que trabalha o consciente e o subconsciente ou inconsciente. Quando falarmos de inconsciente ou subconsciente neste curso estaremos falando daqui para frente na mesma coisa.

Conflitos internos: consciente x inconsciente

Nossos comportamentos, atitudes, hábitos e pensamentos são controlados pelo nosso consciente. Acontece que muitas vezes desejamos mudar um comportamento e não conseguimos. Exemplos: parar de fumar, ser mais tolerante ou fazer regime. Isto ocorre porque o subconsciente envia mensagens contrárias ao que desejamos criando barreiras, gerando conflitos internos e repetidas frustrações. Sabe-se que muitas doenças são psicossomáticas, são causadas pela mente ( psico ) influenciando o corpo ( soma ) e vice-versa. Estas doenças resultam dos constantes conflitos que temos por não conseguirmos controlar nossos pensamentos e emoções.

A solução para diminuirmos os conflitos, vencermos as doenças e conquistarmos nossos objetivos na vida é programar a mente subconsciente que se encarregará de trabalhar para nós.

Atrás de todo comportamento estão as motivações ocultas que brotam do subconsciente. Você já passou por muitas situações em que fez algo “sem pensar”, impulsiva ou irracionalmente ou não conseguiu controlar a situação. Isto acontece porque não conseguiu controlar seu subconsciente.

O PCM ensina você a dominar estas situações, porque o colocará em contato direto com sua mente subconsciente. O método ensina você controlar suas reações emocionais e o beneficiará em todos os setores da vida.

Toda informação recebida afeta seu cérebro e sua mente. Quando o telefone toca à meia-noite, se alguém lhe dirige uma palavra agressiva, ou se você dirige num trânsito caótico reagirá física e psicologicamente. Fisicamente ocorrem impulsos elétricos no cérebro, liberação de neurotransmissores, modificação na respiração e nos batimentos cardíacos.

Psicologicamente você fica irritado e tem pensamentos negativos.

O cérebro afeta a mente e a menta afeta o cérebro. Se você está irritado pode ficar com os músculos tensos e ter dor de cabeça, o que por sua vez produz pensamentos negativos, que podem deixar você mais tenso, irritado e até ficar doente.  O PCM ajuda você a relaxar o corpo e a mente, conseqüentemente a ter um equilíbrio do sistema psicofísico.

Corpo e mente funcionam interligados. O pensamento pode afetar nossa respiração, tensão muscular e sensações físicas. Estes por sua vez podem afetar nosso pensamento. Exemplo: uma pessoa com pensamento negativo fica estressada, tensa, a respiração é mais rápida e rasa; ela percebe o mundo de forma negativa. Se deixar a respiração mais lenta e profunda ficará calma e perceberá o mundo de modo positivo. Se a mente muda o corpo, o corpo pode mudar a mente.

Cérebro e memória

Os pensamentos não são apenas psicológicos, são também fisiológicos. Eles atuam como gatilhos eletroquímicos que alteram o funcionamento do cérebro. Quando pensamos liberamos neurotransmissores que acionam o sistema nervoso para que ele dê respostas físicas e mentais.

O cérebro armazena todo tipo de pensamento ou informação na forma de memória para usá-la no futuro. Veja este exemplo: você vive uma situação de ameaça por que passou numa rua escura, pensa que vai ser atacado, pois escuta alguém vindo em sua direção, o cérebro libera substâncias que vão deixar você em estado de alerta, sua respiração fica mais rápida, aumenta a ansiedade e você sai correndo do local. Fica registrada na sua memória aquela experiência de alerta que poderá ser usada em nova situação. Mesmo numa cena fictícia, semelhante à vivida na rua escura, mas vista num filme na televisão, seu cérebro vai registrar a experiência que fica armazenada como informação, pensamento, sentimento, imagens e atitudes a tomar no futuro.

Na memória estão registradas todas as experiências reais e cenas fictícias. Quando você precisa tomar uma decisão, dizer ou fazer algo, é na memória que vai buscar as informações. Se lá encontrar dúvidas, frágil será o seu comportamento. Se encontrar certeza, terá um comportamento seguro. O PCM ajuda você a armazenar informações positivas no seu cérebro.

Texto extraído da apostila do nosso curso de Controle Mental /Programação Neurolingüística (PNL)

Veja também curso de Controle Mental /Programação Neurolingüística (PNL) em CDs

Veja outros artigos sobre controle da mente e neurolingüística.

Um abraço,

Flávio Pereira

Mais Opções:

Imprima este artigo (Versão para impressão amigável) Assine nosso RSS Palavras-chave: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comente este texto!






Voltar para o Topo