Blog do Flávio Pereira da Cérebro & Comunicação
Celulares 8525-1140 9228-5754 8739-1797 9768-2049

Concursos & Mapas Mentais

Publicado em Concursos, Exames e Vestibulares

Veja os Comentários

uso_mapas_mentais

O Mapa mental (veja modelo acima) foi criado pelo psicólogo inglês Tony Buzan e ajuda na aprendizagem e memorização. Trata-se de uma representação visual de textos na forma arborescente. No mapa mental há ícone central que representa o tema de estudo que chamamos de  tronco. A partir dele colocamos os galhos. Há um galho para cada subtema. Cada galho se subdivide em ramo. Ao ler um texto você coloca a idéia principal  no centro de uma folha, depois continua lendo e cada vez que achar uma idéia importante coloca-a no mapa na forma de ramificações. Nestas estão dispostas as palavras-chave. Ao terminar a leitura terá um resumo organizado, parecido com uma árvore (tronco, galhos e ramos).  O mapa mental é uma rede de idéias. O mapa mental é uma “obra de arte” muito pessoal. Para quem o criou é fácil lembrar o que as palavras – chave e os ícones representam.

O mapa mental permite:

Memorizar grande quantidade de informações.

Compactação do texto reduzindo a carga de informação enviada à memória.

Posicionar as idéias no lugar adequado. Hierarquias ajudam a organizar e a memorizar as idéias.

Visualizar facilmente a matéria estudada. A mente percebe melhor imagens do que palavras.

Vista panorâmica. Com a visualização completa se evita correr o risco de esquecer alguma parte.

Revisões mais rápidas. Pelo fato das informações estarem iconizadas.

Reter as informações por associação multidirecional, ramificada, semelhante à forma de uma árvore. O cérebro não funciona de modo linear. Quando você cria um mapa mental deixa de pensar linearmente e passa a pensar de modo multidirecional, explorando todas as possibilidades da trama. Permite ao cérebro realizar vários processos mentais ao mesmo tempo: comparar, selecionar, classificar, ordenar, integrar, associar, hierarquizar, sintetizar, desenhar e visualizar. Isto fará você memorizar mais o assunto. Além disto desenvolve a inteligência. Você não decora, processa a informação! Por permitir vários processos mentais interagindo, os mapas mentais funcionam como meio para criar novas idéias. Cada idéia secundária pode funcionar como centro de outro mapa mental. Quanto mais estudarmos na forma que o cérebro funciona, mais fácil e rápido será o aprendizado.

Trabalhar igualmente os dois hemisférios cerebrais. O hemisfério esquerdo é analítico, lógico, enquanto que o direito é visual, imaginativo. Ao estudar está apenas usando o lado esquerdo do cérebro, o direito está “desempregado”; quando lê e desenha, usa todo o cérebro.

Total envolvimento pessoal  = aprendizagem ativa. Em vez de ler ou decorar um texto você trabalha vários processos ( lê, seleciona, organiza, escreve, desenha ) no seu próprio estilo. O tipo de letra, a formatação dos galhos, os desenhos, as cores, cada detalhe dará o toque pessoal no mapa que garantirá o sucesso na memorização. O simples fato de criar e desenhar o mapa mental fará sua mente se concentrar mais, memorizar melhor e desenvolver a criatividade. Você também se diverte.

Fazer curso de memorização e leitura dinâmica o ajudará a ganhar tempo na hora de estudar para ter sucesso nos concursos e no vestibular. Nestes cursos você aprenderá a fazer mapas mentais. O curso de controle mental vai ajudar a melhorar a autoconfiança.

  Veja outros artigos sobre Concursos, Vestibular e Exames.

  Um abraço,

  Flávio Pereira

Mais Opções:

Imprima este artigo (Versão para impressão amigável) Assine nosso RSS Palavras-chave: , , , , , , , , , , , ,

Comente este texto!






Voltar para o Topo