Blog do Flávio Pereira da Cérebro & Comunicação
Celulares 8525-1140 9228-5754 8739-1797 9768-2049

Assertividade

Publicado em Pessoas & Corporações

Veja os Comentários

istock_000000180542xsmallAssertividade é falar a coisa certa, na dose certa, de modo certo, para a pessoa certa, no momento certo, no tempo certo e no local certo.

Ser assertivo é dar respostas apropriadas nas diferentes situações da vida, é ser diplomático, saber negociar, enxergar os seus direitos e os dos outros.  

Quando a pessoa é assertiva ela rende mais no trabalho, nas relações interpessoais, faz mais amigos, valoriza-se mais como pessoa, escolhe por si e sente-se bem por isto; tem pouco sentimentos de culpa, inseguranças, vergonha, valoriza os outros; é mais respeitada por isto, vive mais e é mais feliz. A pessoa assertiva é amigável, serena e equilibrada. Não confunda ser assertivo com ser agressivo.

AGRESSIVIDADE

A pessoa agressiva ao responder, se expressar ou reivindicar, prejudica os direitos dos outros; ela deprecia, valoriza-se ás custas dos demais, fala causando impressões negativas, se exalta e fere. Resultado: deixa os outros na defensiva e não atinge plenamente os objetivos desejados; se os atinge, faz inimigos.

Aparentemente tem muita autoconfiança, mas sua agressividade esconde uma pessoa muito insegura e complexada. A pessoa agressiva é bastante sensível à crítica. Vive em atrito com os outros. Sente-se constantemente ameaçada. Outras características do indivíduo agressivo: ansiedade, irritabilidade, faz poucos amigos; é dominador, valentão, machão, rude, tem atitude de “sabe-tudo”, “professor de Deus” e acha que os outros são “burros”; odeia perder e fracassar. Tem dores de cabeça freqüentes, problemas gástricos, fadiga e estresse.

NÃO ASSERTIVIDADE

A pessoa não assertiva inibe-se quando precisa falar, ao falar sente-se culpada, nega a si própria, permite que os outros a rebaixem, tirem vantagem dela, escolham por ela, tem pouca personalidade. Tem medo dos outros, sente culpa quando não empresta algo a alguém. Resultado: vive frustrada, ansiosa, sente-se ferida, magoa-se facilmente devido sua auto-desvalorização. É visto como pessoa tímida, acanhada. Sofre calada.

Verifique o exemplo a seguir e as três formas de comportamento que acabamos de estudar.

Paulo está num restaurante. Pede um bife bem passado e recebe um mal passado. Seu comportamento é:

Não-assertivo

Ele resmunga, promete para si próprio que não volta mais no local. Não fala nada para o garçom. Vai para casa frustrado.

Agressivo

Paulo ridiculariza, humilha, é grosseiro com o garçom. Recebe o bife do jeito que quer. Sente-se o maioral. Deixa o garçom muito zangado e embaraça a todos ao seu redor.

Assertivo

Paulo lembra ao garçom que pediu um bife bem passado. Solicita polidamente a troca do bife. Recebe um novo. O garçom pede desculpas. Paulo fica satisfeito consigo mesmo.

Algumas pessoas desenvolvem comportamentos assertivos, não – assertivos ou agressivos, dependendo da situação e conveniência. Em casa é agressivo, com o chefe é assertivo ou não assertivo. Outras encobrem sentimentos. Indivíduos ressentidos podem desenvolver comportamentos agressivos sutis, como privar a outra pessoa de coisas importantes. Ex.: ser “amável” com o marido, mas pegar o carro na hora que ele mais precisa. Muitas pessoas que não sabem verdadeiramente serem assertivas.

Assertividade é um estado de espírito permanente.

 Texto extraído da apostila do nosso curso Comunicação & Relações Humanas.

 Veja outros artigos sobre Desenvolvimento Profissional, Emprego, Carreira, Trabalho & Corporações

 

Um abraço,

 

Flávio Pereira

Mais Opções:

Imprima este artigo (Versão para impressão amigável) Assine nosso RSS Palavras-chave: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

2 Comentários | Comente!

  • 1

    Deuseir Costa | 13/05/2009 às 16:42

    Parabéns pelo artigo.

  • 2

    Deuseir Costa | 13/05/2009 às 16:42

    Artigo enriquecedor para meu aprendizado.

Comente este texto!






Voltar para o Topo